Cincinato | Brasil

Início » Uncategorized » FORO DE SÃO PAULO : Gramsci ou tutti buona gente, tutti mafiosi.

FORO DE SÃO PAULO : Gramsci ou tutti buona gente, tutti mafiosi.

João Carlos Berka
Consultor em Segurança

Há dias atrás, o intelectual OLAVO DE CARVALHO, brasileiro radicado nos Estados Unidos, terçou armas, pela Internet, com WESLEY MARETTI, coronel do Exército RR, sociólogo e cientista político, com passagens pela área de Segurança e Inteligência.
Motivo da celeuma : OLAVO DE CARVALHO apregoa sem descanso, sobre o perigo do FORO DE SÃO PAULO, dando-lhe conotações ideológicas, sob a influência e inspiração de ANTONIO GRAMSCI.
MARETTI, advoga a tese de que os signatários e integrantes do FORO, reduzem-se a um bando de oportunistas e vagabundos, mais interessados em locupletarem-se às custas dos erários de seus países.
Particularmente, acredito que ambos tem razão. Se avaliarmos, criteriosamente, nos damos conta que seus argumentos se completam.
Teoria Gramscista e prática quadrilheira, mafiosa e terrorista.
Vejamos:
Serviços de Inteligência dos Estados Unidos e da Colômbia, revelam que a Refinaria Abreu e Lima, que seria construída em parceria entre Petrobrás e PDVSA, teria uma componente secreta, a lavagem de dinheiro do narcotráfico por parte das FARCs.
A captura dos computadores do comandante das Farcs, MONO JOJOY, por ocasião de sua morte, possibilitou acesso a muitos segredos da guerrilha, inclusive este.
Após a morte de MONO JOJOY, HUGO CHAVES desistiu de investir na ABREU E LIMA.
Mas as FARCs continuaram com a necessidade de lavar o dinheiro do narcotráfico, dos sequestros e das taxas de proteção pagas pela população em áreas sob seu domínio territorial.
Ao ter como seu principal cliente da coca produzida no Perú, Colômbia e Bolívia, o Cartel de Sinaloa, no Mexico, as Farcs passaram a usar a lavanderia de Sinaloa : o jogo de azar na Argentina.

Informações sigilosas nos dão conta de que inúmeros grupos nacionais consorciados com grupos estrangeiros, estão há muito fazendo lobby para explorarem os distintos ramos dos jogos de azar no Brasil.
Espanhóis, italianos, americanos, argentinos, russos e outros tantos, possuem representantes e testas de ferro operando neste mister.
Tendo em vista a pauta do novo governo argentino, de combate ao crime organizado, iniciaremos nossa abordagem pelo cenário do nosso vizinho.
O grupo argentino em pauta está ligado à espanhola CIRSA, e ao russos.
O capo, CRISTÓBAL LOPEZ, apelidado de Czar dos Jogos, também é conhecido pela alcunha de “ empresário K”, alusão ao sobrenome de Nestor e Cristina Kirchner, de quem seria apadrinhado e testa de ferro.
O interesse manifestado por este grupo em operar no Brasil, deve merecer atenção especial das autoridades brasileiras. A imprensa argentina, tem noticiado com frequência e amplas reportagens que LOPEZ, é monitorado pela CIA, FBI e DEA, por suspeição de associação ao narcotráfico internacional para lavagem de dinheiro. O negócio do jogo na Argentina, tem sido sistematicamente acusado pelos Serviços de Inteligência americanos e europeus de vinculação com as máfias russas e os cartéis de tráfico mexicanos e colombianos, com destaque para o Cartel de Sinaloa, comandado por JOAQUIN GUZMÁN LOREA, mais conhecido como EL CHAPO GUZMÁN, hoje com forte atuação no país.


lopez
CRISTÓBAL LOPEZ (GRUPO INDALO E CASINO CLUB)

Cristóbal Manuel Lopez, 59 anos, é um megaempresário argentino, filho de imigrantes espanhóis radicados na Argentina, nasceu em Buenos Aires, e foi criado no sul do país em Comodoro Rivadavia, na região da Patagônia, para onde sua família se mudou nos anos 50 e enriqueceu na criação de frango de granja, logo tornando-se uma das famílias mais ricas da cidade, onde até hoje mantém grande popularidade. Assumiu os negócios da família com a morte dos pais em um acidente de carro em 1976 e não parou mais de expandir os negócios. Nos anos 80 deu um grande passo nos negócios, quando passou a prestar serviços de transporte de cargas líquidas para a petrolífera YPF, então estatal. No início dos anos 90 entrou para o ramo de casinos, ainda na cidade de Comodoro Rivadavia e em 2002 o Casino Club Rio Gallegos, na terra natal de Néstor Kirchner, então governador da Província de Santa Cruz, onde estreitou os laços com este já em franca ascensão política, onde assumiria a presidência da Argentina em 2003. Lopez assume conhecer Néstor Kirchner desde 1988, quando por intermédio de um cliente, pediu que Kirchner intercedesse junto a petrolífera privada Perez Companc, para que sua empresa de serviços de petróleo fosse contratada para uma obra. Também nos anos 90 passa atuar nos ramos de coleta de lixo e indústria alimentícia, especificamente, óleos de oliva e girassol, lácteos e carne de ovino. É certo que Cristóbal Lopez já era um empresário bem-sucedido antes da ascensão dos Kirchner ao poder na Argentina, mas é a partir daí e nos anos que se seguem que sua fortuna passa a crescer de forma vertiginosa, tornando-se um conglomerado empresarial com ramificações de expressiva monta nos ramos de:

indalo

Grupo Indalo

  • comunicação (rádio,  televisão, jornal e internet)
  • construção-civil (engenharia, construção, ambiental, concessão de rodovias)
  • transportes (concessionária de automóveis, transporte público, coleta de lixo,
  • petróleo e gás (serviços, exploração e refinaria)
  • siderurgia
  • serviços financeiros
  • banco
  • indústria química
  • indústria alimentícia

Faturamento anual: 11 bilhões de dólares

cassino

  • Casino Club SA
  • bingos e casinos (14 bingos e 11 Casinos)

Faturamento anual: 2,5 bilhões de dólares.

orga

No próximo texto abordarei a desenvoltura empresarial de CRISTÓBAL LOPEZ, seu império no mundo de jogos de azar na Argentina e exterior, e seus negócios na área de petróleo.
Seus parceiros e negociatas nebulosas.
Veremos então, o link entre o abordado até aqui e o investigado pela LAVA JATO, no Brasil.
Desde a troca de ativos entre a REPSOL e a PETROBRÁS, até a venda da Refinaria de SAN LORENZO, para CRISTOBAL LOPEZ, as ilicitudes contrárias aos interesses de nosso país, e as digitais dos quadrilheiros do FORO DE SÃO PAULO.
Veremos que OLAVO DE CARVALHO e WESLEY MARETTI, tinham razão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: