Cincinato | Brasil

Início » Uncategorized » Muito mais que pedaladas ..Muito além da Economia!

Muito mais que pedaladas ..Muito além da Economia!

JC Berka

“O essencial é invisível aos olhos!”
Saint-Exupéry, em O Pequeno Príncipe

Com milhões de brasileiros desempregados, milhares de empresas falidas, inflação galopante, estagnação da Economia, o mote das lides políticas tem sido o binômio Corrupção & Crise Econômica.
Assim vivenciamos um quadro prenhe de surrealismo: discute-se no Congresso e nas ruas se a Presidenta pedalou ou não. Não nas cercanias do Palácio da Alvorada, praticando exercícios aeróbicos, mas na gestão orçamentária e financeira. Quando muito, ensaia-se discutir sua responsabilidade pelo “conjunto da obra”!
Estamos todos de acordo, menos o PT e genéricos, que as ditas pedaladas são umas das várias causas do descalabro econômico, dentre outras nuances do problema brasileiro.
Não obstante, iluminados de todos os naipes, pontificam que acertados os rumos da Economia, a coisa anda.
Assim, buscam trazer à baila, para a solução de nossos problemas, nomes de figuras que, de uma maneira ou de outra, participando do governo moribundo, atuaram, ativamente, como mercenários que são, colocando-se a soldo do governo petista.
Essas figuras tenebrosas, para quem Economia é um exercício sofista, distante do cotidiano de quem tem que matar um leão por dia para sustentar sua família, de quem perambula em busca da casa própria, arrasta-se no SUS, buscando saúde, esconde-se em casa, desprotegida de uma Segurança Pública inexistente, frequenta estabelecimentos de ensino que não ensinam, são na realidade os prepostos da Banca Internacional, mandaletes do Globalismo, títeres do Ambientalismo!
Seus verdadeiros patrões estão na City Londrina e em Wall Street. Nós somente pagamos a conta.
Por que, então, situação ou oposição, não enfatizam outras facetas no caos brasileiro. Por cumplicidade. Por medo. Porque a bandalheira foi socializada. Foi protagonizada por gente de todas as siglas políticas, por todos estamentos sociais, por todas as classes. A zorra foi e é, no dizer tão caro a eruditos, republicana!
Por isso : “É a Economia, estúpido!”
Muitos estudiosos elucubram causas do êxito do projeto do PT em sua gênese. Hoje, sem paixão ou comprometimento ideológico, podemos afirmar sem medo de errar, que Lula e seu séquito apostaram em duas condicionantes : na plebe ignara e no lado negro das pessoas.
Para os desfavorecidos intelectualmente, o discurso demagógico embalando ideologia bolorenta, para aqueles que desprovidos de caráter, ética e moral, a cenoura partilhada no botim do Estado.
Deu no que deu.
Mas o imponderável frequenta todos os ciclos históricos. Então, buscando doleiros e lavagem de dinheiro, Juiz, policiais federais e procuradores federais, de descoberta em descoberta, depararam-se com aquilo que gerou a LAVA JATO.
De uma hora para outra, o mundo político, empresarial e institucional ficou de ponta cabeça. Exercendo uma força centrífuga, a República do Paraná tornou-se o centro das atenções. Então, o povo nas ruas, os manifestos, a mídia ensandecida, o pedido de impeachment, enfim, o início do fim da era petista.
Porém, realmente, seria bom se tudo se resumisse no imbróglio político-econômico.
Mas não, existe o invisível, aquilo que poucos vêm. Que a grande maioria ignora e os comprometidos esforçam-se por ocultar: o processo de criminalização de imensos setores da sociedade brasileira, o êxito da Economia Bandida.
Enquanto olhos e ouvidos estão focados na LAVA JATO, no Impeachment, o crime organizado, autóctone ou internacional, está nadando de braçada.
A delinquência comum tem atingido níveis dantescos. O Brasil é zona de risco. Não somente o reconhecemos no nosso cotidiano, bem como várias agências internacionais de análise de risco, nos catalogam como zona cinzenta, como terreno pantanoso. Para empreender, visitar ou morar.
Somos hoje o segundo mercado consumidor de drogas do planeta. Nossos 60.000 mortos por homicídio por ano, rivalizam e, em muitos casos, ultrapassam países em guerra ou comoção intestina.
O número de desaparecidos ultrapassam a escandalosa cifra de 120.000 brasileiros por ano.
Nossa polícia é campeã no quesito letalidade.
Nosso sistema carcerário é o verdadeiro Inferno de Dante, não ressocializa e registra um percentual de 85% de reincidência .
Nosso modelo Judiciário está falido, muitas vezes constituindo-se um fazedor de injustiças.
O controle de nossas fronteiras, portos e aeroportos é uma quimera.
O desarmamento veio para desarmar o cidadão de bem, enquanto o tráfico de armas abarrota os arsenais na marginalidade.
Movimentos sociais, servem de disfarce para agrupamentos criminosos atentatórios à propriedade privada.
Instrumentalização político-partidária de entidades representativas de classes do funcionalismo público, privado e mesmo de categorias de Estado, mormente as de Segurança e Inteligência.
Atuação acintosa de serviços secretos estrangeiros, em solo brasileiro, sob égide e inspiração do Foro de São Paulo e da Unasul.
Criminalização das instâncias político-partidárias e da classe empresarial.
Incentivo e gerenciamento criminoso de redes sociais, maximizando os crimes cibernéticos.
Aviltamento de nossa Soberania, manipulando milhares de ONGs, muitas delas estrangeiras, na Amazônia. Comprometendo nossa Soberania com acordos e negócios nebulosos de nossa indústria de Defesa com países parceiros do governo petista.
Instrumentalização criminosa do BNDES, atuando em regime de compadrio com empresas nacionais e governos estrangeiros.
Enfim, estamos correndo céleres para constituirmo-nos uma amálgama do Paraguai com a Rússia. Copiando e otimizando o que estes dois países tem de pior, delinquência exponencial e máfias.
Ainda não está claro quem vai governar este país em breve. Não sabemos ainda o alcance imediato e a médio prazo da operação LAVA JATO, mas uma coisa é certa: o futuro governante e sua equipe deverão ir muito além da Economia em suas preocupações; deverão atentar para o reordenamento e reestruturação das áreas de Segurança e Inteligência.
Polícia Federal dividida em grupos, Abin desestruturada, GSI desmontado, é o rescaldo da administração petista e seus consorciados.
Precisamos ir além da LAVA JATO. Esta deve ir até suas últimas consequências. Mas precisamos muito mais. Precisamos nos tornar um país sério, ordeiro, justo. Um país de todos os brasileiros.
Um pais onde a Lei seja para todos.
Onde as prioridades não sejam construir estádios, liberar jogos de Azar, descriminalizar as drogas.
Se quem substituir a calamitosa administração petista não atentar para o quesito Segurança, certamente fracassará em seus intentos e postergará o encontro da Nação Brasileira com seu Destino.
Nosso pendão auriverde apregoa: inexiste Progresso sem Ordem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: