Cincinato | Brasil

Início » Cincinato – Nosso Exemplo

Cincinato – Nosso Exemplo

xbrasil-em-crise-310x200

CINCINATO É O EXEMPLO DE LIDERANÇA E CONDUTA QUE ESPERAMOS PARA O BRASIL  DE HOJE E SEMPRE

 

SOBRE CINCINATO

LÚCIO QUÍNCIO CINCINATO  (em latim: Lucius Quinctius Cincinnatus; 519 a.C. — 439 a.C.), aristocrata e estadista romano, que serviu como General, Cônsul e por duas vezes ditador, designado pelo Senado e aclamado pelo povo. Na Roma antiga, em tempos de  grave crise, o cargo de ditador era temporariamente dado  a um eminente cidadão, de forma constitucional, com poder absoluto para defender a república, sua constituição e sua independência.

maxresdefault
“Vista sua toga, e ouça a voz do povo.”, diz o enviado do Senado a Cincinato enquanto ara sua terra, para que assuma o poder e salve Roma do perigo iminente.”

Em 458 a.C., Roma encontrava-se sitiada por duas tribos vizinhas não romanizadas, os Équos e os Volscos. Não conseguindo conter o avanço destas tribos, os Cônsules romanos, resolvem nomear Cincinato, já um general experimentado, porém recluso em sua propriedade agrícola de apenas quatro acres, para um mandato ditatorial, na época intitulado, Pretor Máximo (Praetor Maximus) ou Mestre do Povo (Magister Populi) por seis meses. Diz a lenda, que os emissários do Senado, ao chegar na propriedade de Cincinato, o encontraram lavrando a terra com um arado. Assumindo seu posto,  Cincinato rapidamente montou um exército, e derrotou os inimigos de Roma em apenas dezesseis dias, utilizando estratégias de incrível gênio militar, para em seguida, imediatamente regressar a Roma, renunciar ao poder máximo, e retornar a  sua vida simples de agricultor. Cincinato seria outra vez chamado para assumir o poder absoluto, já com a avançada idade de 80 anos, para acabar com uma conspiração interna. Mais uma vez, renunciou 21 dias após ser nomeado, e com sucesso, debelar a conspirata.

A VIRTUDE CÍVICA ROMANA É EXEMPLIFICADA ATRAVÉS DE CINCINATO.

O historiador inglês Charles Rollin¹, escreveu sobre Cincinato:

“Tempos felizes! Admirável simplicidade! A pobreza não era universalmente praticada, mas estimada e honrada, e não considerada uma desqualificação para as mais altas dignidades do estado. A conduta de Quíncio (Cincinato), durante seu mandato, nos mostra que a natureza nobre, a constância, e a grandeza de alma, habitavam uma casa incrivelmente simples.”

 

 

 

¹Charles Rollin, The roman history from the foundation of Rome to the battle of Actium: that is, to the end of the Commonwealth.
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: